Oração

Acenda a Vela da Saude aqui

Acenda uma Vela em Reparação ao Imaculado Coração de Maria aqui

sábado, 1 de dezembro de 2012

Santo Onofre

 

 SANTO ONOFRE - 12 DE JUNHO- PATRONO DA FORTUNA ( SORTE) E CONTRA O ALCOOLISMO




Santo Onofre, Confessor (em grego: Ονούφριος, onouphrios), considerado Santo pela Igreja Católica e Venerável pela Igreja Ortodoxa, foi um eremita que viveu no deserto da Tebaida no Alto Egipto, em fins do século IV da Era Cristã.



 (O seu nome grego pode ser mesmo uma corruptela do termo egípcio Uen-nefer - «o que está sempre feliz, satisfeito» - um epíteto tradicionalmente guardado para o antigo deus egípcio Osíris; de resto, a dificuldade da sua transcrição em outras línguas levou-o, por exemplo, a ser venerado sob o nome de Humphrey, na Inglaterra).

O relato de um seu discípulo, Pafnútio, que o encontrou no deserto egípcio, constitui a nossa única fonte para o conhecimento da vida de Santo Onofre: monge num cenóbio nas proximidades de Tebas, abandonou-o para viver uma vida de eremita; durante 60 a 70 anos, Onofre viveu sozinho no deserto, usando apenas, para proteger as partes pudentas, folhas e/ou o seu longo cabelo e barbas.





No rito ortodoxo, reza a lenda que o Venerável Onofre teria sido uma virtuosa rapariga que, para preservar a sua virgindade de um feroz perseguidor, rezou a Deus para que o transformasse num homem, o que lhe foi concedido pela intervenção providencial; só depois terá fugido para o deserto, tornando-se então eremita.


Onofre tornou-se bastante representado na arte medieval, sobretudo nas representações de homens selvagens e dos Padres do Deserto.



Tanto a Igreja Católica como a Igreja Ortodoxa o celebram no dia 12 de Junho.

É considerado o patrono da fortuna (sorte).

As vezes chamado também de Santo Honofre e São Onouphrius .

A vida de Santo Onofre só é conhecida pelo que conta um de seus discípulos, São Paphuntius, (no Brasil é chamado de São Pafûncio),o qual o encontrou no deserto no Egito.

Onouphrius viveu no século IV e tornou-se um monge em um monastério perto de Tebas de onde ele saiu para viver uma vida de eremita e contemplação.




Por 60 a 70 anos Onofre viveu só no deserto e usava como vestimenta apenas o seu cabelo e uma espécie de calça feita de folhas.


Não obstante ele foi e ainda é um assunto muito popular na arte Medieval.


É muito festejado na Espanha e vários são os milagres a ele atribuídos.

Quando o então Abade Pafûncio estava decidindo o que representaria para ele uma vida de eremita, conheceu no deserto a Onofre que já era um eremita por 70 anos.

Onofre contou a ele que havia sido um monge em um austero monastério em Thebas, mas teve uma visão chamando-o a imitar São João Batista e assim foi levado a viver a sua vida de eremita.

Ele lutou por muitos anos contra tentações as mais terríveis, mas com perseverança conseguiu vencer a todas.

 São Pafûncio ficou maravilhado quando a comida milagrosamente apareceu para a refeição da noite (Diz a tradição que foi um anjo que trouxe a comida de ambos).

O Abade passou a noite com o eremita.

 Na manhã seguinte, Onofre disse a Pafûncio que o Senhor havia dito, que ele iria morrer em breve e que havia enviado Pafûncio para enterra-lo.

E algum tempo depois, Onofre realmente faleceu e São Pafûncio o enterrou em um buraco em uma montanha e o lugar imediatamente desapareceu, como para dizer ao Abade que seus restos não eram para ficar alí.


A historia foi colocada em escritos por São Pafûncio e já era popular no sexto século.

 Durante a idade media ele foi muito popular no Leste e Oeste principalmente na Rússia, onde é venerado juntamente com Saint Peter of Athos.



Na liturgia da igreja católica ele é mostrado como um velho eremita vestido apenas com um longo cabelo e uma folha cobrindo sua cintura.

Algumas vezes ele é mostrado com um anjo trazendo o pão da Eucaristia com uma coroa a seus pés.


Ele é o padroeiro dos tecelões, talvez porque as vezes tecia sua própria peça de roupa com fios de plantas encontradas no deserto.

É protetor do alcólatras. Diz a lenda que teria no início de sua vida vencido esse terrível vicio, mas nada foi provado nesse sentido. Não obstante ele é invocado para a cura do alcoolismo.






Sua festa é celebrada no dia 12 de junho.



Santo Onofre à esquerda.



Tebaida, segundo Fra Angélico

 Entre 200 e 260 houve diversas perseguições romanas aos cristãos e daí terem surgido os primeiros eremitas em fuga dessas perseguições e ter-se criado na zona de Tebas a célebre Tebaida(area de localização dos primeiros eremitérios)





Oração poderosa de Santo Onofre



Meu glorioso Santo Onofre, que pela Divina Providência fostes vós santificado e hoje estais no circulo da Providência Divina, confessor das verdades, consolador dos aflitos.

Vós, às portas de Roma, viestes encontrar-vos com o nosso Senhor Jesus Cristo e a graça pedistes para que não pecásseis. Assim como Lhe pedistes e recebestes a graça, eu vos peço a minha.

Meu glorioso Santo Onofre, peço-vos que me façais esta esmola para eu bem passar; vós que fostes pai dos solteiros, sede também para mim. Vós que fostes pai dos casados, sede também para mim. Vós que fostes pai dos viúvos, também sede para mim, meu glorioso Santo Onofre, por meu Senhor Jesus Cristo, por sua mãe Santíssima, pelas cinco Chagas de Jesus, pelas sete dores de Nossa Santissima Mãe Maria, pelas almas Santas Benditas, por todos os anjos e Santos do Céu e da terra. Peço-vos que me concedais a graça de... (cite a graça desejada).

Meu glorioso Santo Onofre, pela Sagrada Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela Santa Cruz em que morreu, pelo Sangue vertido na Cruz, peço-vos que impetreis essa graça de que tanto necessito e espero ser atendído(a) num tempo menor que 40 dias, conforme o que vós dissestes com a vossa sagrada boca. Amém, em nome de Jesus.

(A oração deve ser repetida ao longo desses quarenta dias de espera.)

Oração de Santo Onofre para superar o vício do álcool


Santo Onofre, que vencestes o vício do álcool, através da penitência e da oração, olhai para todas as nossas famílias, que sofrem por causa desta doença. Afastai delas as terríveis conseqüências deste mal, que têm causado a destruição de muitos lares. Livrai também meus amigos e tota a juventude dos males de. ndsso tempo: álcool, drogas, mas companhias, diversões permissivas. Volte a reinar a paz e a alegria, a fim de que alcancemos todos, um dia, o Reino eterno. Amém.






Há uma oração (uma delas) em que quase resume a crença popular:

Oração a Santo Onofre para negócios, dinheiro.


“Santo Onofre que, no Monte Tabor, de erva verde vestido, pela Santíssima Trindade bradaste e Jesus Cristo vos apareceu e vos disse:

- Que quereis, servo meu?

- Quero casa para morar, pão para comer e dinheiro para dar a todos os que de mim se lembrarem.” 
Dái-me a gaça que vos peço... ( faz o pedido). Que assim seja. Amém.

(Diz a crença popular, que o devoto que sempre deixar umas moedas junto à imagem de Santo Onofre e rezar pedindo sua intercessão, nunca faltará dinheiro para ele.).

REFERÊNCIAS:
 
http://www.cademeusanto.com.br/santo_onofre.htm
 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_Onofre

http://santossanctorum.blogspot.com.br/2011/06/santo-onofre-12-de-junho-patrono-da.html
 

 


Um comentário:

  1. agradeço as muitas graças que a mim foi consedida através de santo onofre,espero ser agraciada com mais está que estou pedindo.santo onofre rogai por nós.amém

    ResponderExcluir